Notícias

10 dez

6 dicas para economizar e não ter que abrir mão de viajar no verão

Confira abaixo dicas que vão te ajudar a conhecer mais um cantinho do Brasil

Retirado de: https://viagem.catracalivre.com.br/geral/como-ir-viagem/indicacao/6-dicas-para-economizar-e-nao-ter-que-abrir-mao-de-viajar-no-verao/

A crise econômica e a alta do dólar fizeram com que muitas pessoas ficassem receosas com os planos de viajar nesse final de ano. De acordo com a mais recente pesquisa Sondagem do Consumidor, realizada mensalmente pelo MTur (Ministério do Turismo), houve queda de 9,2% na intenção de viagem do brasileiro para os próximos seis meses, em comparação com o registrado em outubro do ano passado, quando esse índice era de 31,6%.

Secretaria de Estado do Turismo/SETUR AL

Crédito: Secretaria de Estado do Turismo/SETUR AL

Mas, apesar do cenário econômico não tão favorável, ainda é possível planejar uma viagem e aproveitar o verão. Com um pouquinho de criatividade e, principalmente, uma mãozinha da tecnologia, dá para organizar tudo com facilidade e economizar.

Confira abaixo algumas dicas que vão te ajudar a conhecer mais um cantinho do Brasil nas próximas férias.

1 – Para economizar com a passagem de avião

Em tempos de economia apertada, as companhias aéreas têm feito muitas promoções para evitar que as aeronaves decolem com lugares vazios, mas pesquisar continua sendo fundamental para garantir o melhor negócio.

Para tornar essa tarefa mais simples, a dica é utilizar comparadores online. O Voopter, por exemplo, permite pesquisar várias opções de datas para ida e volta, simultaneamente, o que agiliza o processo e mostra qual é a combinação mais barata. Além disso, também é possível cadastrar um alerta que avisa caso outro usuário encontre um bilhete no valor desejado, esse fator colaborativo ajuda a contornar a constante variação nos preços das passagens aéreas.

Outra dica é comprar com antecedência, até três meses antes. Quanto mais próximo da data, menos chances de encontrar algo em conta.

2 – Escolha uma forma alternativa de hospedagem

Estar aberto à novas experiências pode ajudar a gastar menos com acomodação. Uma boa opção para isso é o Airbnb, que conecta viajantes a anfitriões, em mais de 34 mil cidades no mundo. Com anúncios que vão de apartamentos convencionais, até casas na árvore e castelos, a comunidade atende os mais diversos perfis de pessoas e de bolsos.

No Brasil é possível viajar a capitais, cidades do interior e praias se hospedando pela plataforma. Uma casa em Ilhabela pode sair por menos de R$251 a diária para dois. Um loft em Salvador, que acomoda quatro pessoas, por R$150 o dia, ou, ainda, um quarto na enseada de Botafogo, no Rio de Janeiro, por R$185 a diária para três pessoas.

Outra vantagem é a troca cultural. Ao se hospedar na casa de um local, é possível conhecer mais de perto os costumes do lugar, além de fazer novos amigos. A segurança é uma questão importante e, por essa razão, o Airbnb disponibiliza aos usuários mais de 40 ferramentas de segurança e conta com um seguro de 3 milhões de reais para seus anfitriões.

3 – Pesquise e monte um roteiro de passeios gratuitos

Se programando antes, dá para aproveitar muitas atrações interessantes, sem gastar um centavo. As opções são várias, e novamente, a tecnologia e o Google podem ajudar nessa tarefa. Procure por “passeios gratuitos” + “nome da cidade”.

As secretarias de turismo ou organizações de bairro de vários locais, por exemplo, oferecem passeios guiados livremente. Fora isso, há muitos museus pelo mundo com entrada grátis.

Mesmo aqueles em que é necessário pagar, quase sempre disponibilizam um dia da semana ou do mês sem cobrança de ingresso. Alguns lugares também têm intensa programação cultural, com shows e apresentações, totalmente de graça.

Outra dica para se atualizar sobre eventos da cidade, é verificar a agenda cultural no jornal local.

4 – Comida boa e barata

Você não precisa ir à restaurantes caros para provar a culinária do lugar. Feiras e mercados locais são ótimos para isso porque saem mais em conta, além de serem uma ótima opção de passeio. Outra forma de conhecer pratos típicos e costumes por um bom custo-benefício é fechar um jantar no EatWith ou Dinneer, plataforma online na qual moradores locais oferecem refeições completas, aulas de culinária e tours gastronômicos. Além de tudo, ainda dá para fazer novas amizades.

5 – Opte pelo transporte público ou compartilhado

Muitos destinos no exterior contam com várias opções de transporte público de qualidade, como ônibus, trem, metrô, shuttle –do aeroporto para o centro e, consequentemente, não vale a pena pagar um táxi ou traslado privativo.

Em grandes cidades da Europa ou em Nova York, por exemplo, é possível comprar passes para fazer viagens ilimitadas durante o período da sua estadia.  Além de economizar dinheiro, você também ganha tempo, fugindo do trânsito.

Para facilitar ainda mais a vida no transporte público, uma dica é usar o aplicativo Moovit. Disponível para várias cidades do Brasil e do mundo, ele informa rotas de ônibus, trens e metrôs, além de mostrar, em tempo real, o horário da condução.

6 – Abuse dos cupons e descontos nas compras

Embora ainda não seja muito popular no Brasil, a cultura dos cupons de desconto é muito forte nos Estados Unidos e pode garantir uma economia significativa para quem, apesar da crise, quer fazer compras.

Uma dica é entrar nos sites dos outlets que serão visitados e se cadastrar para receber os cupons, outra maneira é utilizar aplicativos, como o The Coupons App. No Brasil, é possível recorrer a plataformas como o Peixe Urbano para conseguir descontos em restaurantes, bares, produtos e outras categorias. Fora isso, ainda vale o velho e bom hábito de pechinchar.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OS HOTÉIS DA REDE BANSTUR E PROGRAMA SUAS FÉRIAS!


Telefones

  • ATENDIMENTO AO CLIENTE +55 (11) 3123.8006
  • Reservas +55 (11) 3123.8002
  • Vendas +55 (11) 3123.8005
  • PABX +55 (11) 3123.8000

Whatsapp

  • Planos de férias +55 (11) 97141-9794
  • Comercial/Hotéis +55 (11) 97439-4193